A logística de transporte na Black Friday 2020: aprendizados e melhorias

Resumo

Se quiser, pule para a parte do seu interesse:

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
  • Mais de 7,6 milhões de pedidos online (24,7% > do que em 2019).
  • R$ 5,1 bilhões em vendas no e-commerce (31% acima do registrado no ano passado).
  • 5 mil pedidos por minuto em alguns períodos do dia.
  • Tíquete médio de R$ 668,70 (5,1% > do que no mesmo período do ano anterior).

Sim, estamos falando da Black Friday 2020.

De acordo com o balanço feito pela Neotrust/Compra&Confie – que contabilizou todas as vendas de bens de consumo realizadas na internet nos dias 26 e 27 de novembro – tem muita gente comemorando.

Se depender das vendas, uma das datas comerciais mais aguardadas pelo varejo brasileiro vai, mesmo, ficar para a história.

Só a Via Varejo, dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio, encerrou a Black Friday 2020 com R$ 3 bilhões em vendas – um recorde para a companhia, que no ano passado registrou R$ 2,2 bilhões em vendas.

Agora imagine toda essa mercadoria circulando nas estradas do país. Datas como a Black Friday – e logo, logo o Natal – exigem extrema atenção do setor de transporte e logística.

Afinal, os mesmos consumidores ávidos por fazer boas compras querem entregas rápidas, fretes reduzidos e a possibilidade de acompanhar todo o processo, desde a saída do produto de dentro do estoque à chegada em suas casas.

E se for caso de devolução, os clientes vão exigir qualidade na logística reversa também.

 

Diante da complexidade que é movimentar cargas no país, especialmente em períodos como a Black Friday, qual é o balanço que você faz da sua operação? Como a sua empresa se saiu?

Falamos inúmeras vezes na importância do planejamento e da visibilidade logística para garantir a performance, a eficiência e a qualidade nos processos operacionais de transporte.

É hora de avaliar o que deu certo neste ano e o que pode ser melhorado para a Black Friday 2021.

Convenhamos: você não vai querer ficar de fora de um negócio deste tamanho, vai?

 

SEIS SEGREDOS DA BOA PERFORMANCE

Se datas como a Black Friday têm impacto direto sobre o setor logístico, inclusive após o auge das vendas, já que as entregas se estendem ao longo dos dias seguintes, apenas as empresas com processos logísticos maduros vão se destacar.

Revisitar erros e acertos é uma excelente estratégia para a melhoria contínua e para que sua empresa esteja ainda mais bem preparada para a Black Friday 2021.

Confira alguns pontos que devem estar no seu radar:

1- Demanda acima da média

Nunca se vendeu tanto de forma online como nos últimos tempos. A pandemia fez com que o comércio eletrônico desse um salto de 40,7% no Brasil. De acordo com pesquisa divulgada pelo BigData Corp e PayPal, são mais de 1,3 milhão de lojas online no país.

Estar pronto para atender uma demanda que você não tinha há alguns meses requer um sistema que comporte alto tráfego de informações, com fluxo de dados confiável, estável, ágil e online.

2- Segurança da carga

As quadrilhas vêm se modernizando e se especializando. Por isso, é importante manter um bom programa de gerenciamento de riscos e prevenção de sinistros, com apoio de um time de campo, em sinergia com a Central de Monitoramento e o Departamento de Inteligência.

Com um plano estratégico, você reduz a previsibilidade da operação, alterando rotas, horários de carregamento, de rodagem, janelas de entrega etc, torna o processo mais seguro e melhora seus índices de eficiência e resultado.

3- Planejamento logístico

O planejamento do processo logístico só é efetivo se inclui todas as etapas da operação. Para garantir a estratégia mais assertiva, aspectos como informação, acesso aos dados em tempo real e visibilidade operacional são essenciais.

Com isso é possível tomar decisões inteligentes e corrigir, ainda durante o processo, as eventuais falhas, aumentando produtividade, eficiência, qualidade, satisfação do cliente e desempenho.

4- Tendências e movimentações do mercado

Saber se as projeções estão se confirmando, se as expectativas estão se cumprindo e se há necessidade de fazer alterações no “plano de voo” ainda durante a viagem é essencial. Não é porque você tinha um planejamento traçado na hora da largada que não precisa acompanhar as dinâmicas do mercado.

Em eventos do porte da Black Friday é possível obter, inclusive, informações parciais do mercado sobre o desempenho das vendas, o fluxo de negócios e outros detalhes que podem fazer com que seu planejamento inicial tenha de ser alterado.

Assim, as chances de você ser pego de surpresa reduzem consideravelmente.

5- Eficiência no transporte

Os consumidores não querem apenas boas promoções na Black Friday. Querem uma experiência completa. E um dos fatores decisivos na hora de concluir a compra está diretamente ligado à entrega.

O prazo de entrega, o valor do frete, a possibilidade de acompanhar por onde anda a encomenda, as informações atualizadas no e-mail ou smartphone com o status de onde a mercadoria se encontra, tudo isso faz parte do processo de compra.

A qualidade da entrega, da embalagem e até a cortesia do entregador contam pontos.

Lembre-se que o transporte eficiente envolve mais do que a segurança da carga e dos motoristas, as estratégias para driblar a falta de infraestrutura nas estradas, o caos no trânsito das cidades, atrasos no embarque ou desembarque, problemas com estadias e diárias, os treinamentos que sua empresa oferece aos profissionais e os programas de prevenção de acidentes.

6- Pilares de sucesso

Há três pilares essenciais para a eficiência na gestão logística: pessoas, processos e tecnologia. Você já deve ter percebido isso com sua experiência neste ano, mas se não deu a devida atenção a este tripé, coloque no topo da lista para a Black Friday 2021.

Esses fatores são determinantes para quem busca excelência operacional. Com esses três elos, as vendas, o acesso aos dados e a logística e transporte irão fluir de maneira mais assertiva.

 

MELHORIA CONTÍNUA PARA A BLACK FRIDAY 2021

Nada do que você imagina pode dar certo sem uma estratégia de negócio amparada em tecnologias inovadoras, profissionais capacitados e processos bem organizados.

Não faz sentido desejar recordes em venda na Black Friday 2021 se sua empresa não contar com a estrutura necessária – ou os fornecedores bem selecionados – para as entregas, não é mesmo?

E não há como ter bilhões em mercadorias circulando no país sem saber como fazer a entrega disso tudo. Ou sem saber onde estariam todas essas milhares e milhares de encomendas. Ou como distribuí-las de forma inteligente de Norte a Sul do país.

 

APRENDA COM AS FALHAS

É provável que você já tenha feito uma análise da performance da sua empresa após a Black Friday deste ano. E sabe, também, que sempre é possível melhorar. Aprender com eventuais falhas. Aprimorar os detalhes. Corrigir a rota.

Quem se acomoda ou se satisfaz com um desempenho mediano ou satisfatório provavelmente nem terá nova oportunidade na Black Friday 2021.

Com um mercado competitivo e dinâmico, só quem investe em inovação constante e melhoria contínua dos processos operacionais e logísticos continuará no jogo.

E você, eu espero, estará conosco em 2021 contabilizando os lucros e os acertos de mais uma Black Friday, não é mesmo?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open News!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das principais novidades no mundo dos transportes.

Posts relacionados

© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.
Scroll Up