O futuro da cadeia de suprimentos: sem inovação você vai aonde?

Resumo

Se quiser, pule para a parte do seu interesse:

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A forma como nos relacionamos está sofrendo mudanças em ritmo frenético. Se o uso da tecnologia já era uma tendência na educação, nas relações de trabalho, nas interações sociais e nos meios de consumo, a pandemia da Covid-19 acelerou esse processo em todo o mundo.

Hoje, tudo é instantâneo. O consumidor quer fazer sua compra online agora, de modo fracionado e customizado, com entrega no menor tempo, fretes atrativos, de preferência com hora marcada para o recebimento e com a possibilidade de acompanhar todo o processo, do faturamento do pedido à chegada da encomenda em sua casa.

O binômio prazo e custo, associado à visibilidade e qualidade dos serviços, nunca teve tanto valor… e pode ser o divisor de águas entre as empresas que vão se manter competitivas no mercado ou sucumbir.

Para atender clientes cada vez mais exigentes, a cadeia de suprimentos precisa se ajustar na mesma velocidade das transformações digitais. 

O consumidor dita o ritmo e o mercado atende – pelo menos essa é a ideia. 

Crescimento do e-commerce

A grande questão é: como satisfazer com eficiência um terço dos usuários da internet na América Latina que até o final deste ano serão clientes ativos e assíduos em compras online?

Segundo estimativas da Statista – empresa alemã especializada em dados de mercado e consumidores, até 2022 esse número deverá crescer para quase 35%, chegando a mais de 176 milhões de compradores digitais na América Latina, uma movimentação de vendas no varejo equivalente a US$ 2,35 trilhões.

Fundamental na cadeia de suprimentos, o setor de transporte e logística não pode ficar “parado” no tempo. 

Sua empresa está pronta para as mudanças definitivas deste processo que a sociedade convencionou chamar de “novo normal”, mas – como bem sabemos – já é realidade há algum tempo?

Não há limites para a inovação

Grandes corporações vêm investindo pesado em inovação.

Um exemplo é a Amazon, que já investiu bilhões de dólares para reduzir o prazo de entrega de dois para um dia e recentemente obteve permissão para operar drones de entrega nos Estados Unidos.

A intenção é fazer com que as encomendas cheguem para os clientes Prime em 30 minutos ou menos. Desde 2013 a empresa testa o serviço.  

A startup TuSimple também anunciou o lançamento da primeira rede autônoma de cargas nos Estados Unidos. 

O Autonomous Freight Network já opera em sete itinerários com caminhões sem motorista e rotas mapeadas digitalmente.

Controlado por meio de aplicativos de monitoramento, o sistema está em testes nas estradas norte-americanas, mas a intenção é expandir o serviço para países da Europa e Ásia.

Há ainda iniciativas como a automação de processos de armazenagem e sistemas robotizados de operações de estoque e carregamento em armazéns, por exemplo, além de soluções fundamentais para assegurar mais visibilidade e controle gerenciais.

Como já dissemos, não há limites quando o assunto é inovação na cadeia de suprimentos.

 

Transformação digital na cadeia de suprimentos

A transformação digital traz tantos impactos à cadeia de suprimentos que foi tema do Intermodal Xperience – evento digital para profissionais das cadeias de suprimento, abastecimento e distribuição.

Realizado em outubro, o encontro contou com a participação do diretor de supply chain e transformação digital da Unilever, Leonardo Rubinato. Para ele, não tem CEO nem executivo que esteja causando maior transformação digital do que a pandemia.

O que se viu nos últimos 6 meses foi uma aceleração muito grande em direção a isso. Visto que, por conta do isolamento social, o mercado de e-commerce cresceu meteoricamente. Somente no 1º semestre, este setor cresceu 145%, levando as empresas de supply chain a repensarem seus modelos de negócios”, disse, durante o evento.

 

Visibilidade na gestão logística

Com o crescimento das vendas do varejo, aumenta também a necessidade de maior controle e visibilidade na gestão logística da cadeia de suprimentos. 

Portanto, é fundamental que as inovações tecnológicas sejam utilizadas em cada etapa.

Afinal, o futuro e o sucesso das operações dependem disso.

Talvez você esteja se perguntando: como se adaptar a tantas mudanças em uma velocidade tão rápida? 

A resposta é simples: invista em tecnologia, aposte em inovação e acompanhe as tendências do mercado. 

Nada mais é estático e definitivo, porque o mundo muda o tempo todo e as empresas precisam acompanhar essa evolução.

 

Tecnologia, sua grande aliada!

Tenha em mente que a tecnologia e a inteligência artificial são aliadas para auxiliar na melhoria das estratégias e na otimização da cadeia de suprimentos. 

Confira algumas tendências:

> Novas plataformas

O mercado oferece soluções e softwares que ampliam a visibilidade logística e melhoram os processos operacionais e de gestão do início ao fim. São ferramentas tecnológicas estratégicas para o negócio e para o futuro do supply chain. 

> Talento humano aliado à inteligência artificial

Imagine unir o potencial de profissionais altamente capacitados com o que há de mais moderno em sistemas, softwares e equipamentos. Uma fusão perfeita capaz de aprimorar os resultados, a prática operacional diária e o controle logístico de sua empresa.

> Mudanças na logística reversa

A logística reversa não pode ficar de fora nas discussões atuais. Contar com soluções eficientes que contemplem não apenas a redução nas margens de erros e entregas com mais qualidade, mas que ofereçam um sistema aprimorado para trocas e devoluções é um diferencial na cadeia de suprimentos.

> Cadeia de suprimentos autônoma

Entregas com drones, automóveis autônomos, automatização em armazéns e outras inovações já são uma realidade incontestável.

Ainda que em maior ou menor grau, em aplicação ou em testes, com investimentos vultuosos ou projetos-piloto, seja qual for o tamanho de sua empresa a inovação precisa estar contemplada no planejamento estratégico. 

Engana-se quem pensa que inovar é para grandes corporações. A inovação está no dia a dia, na adoção de boas práticas que vão fazer a diferença nos resultados do negócio e na qualidade do serviço que você presta.

Se a operação é toda sistematizada, sobra mais tempo para o seu time e a liderança se dedicarem ao planejamento estratégico, não é mesmo? Lembre-se disso.

> Operações mais rápidas

Os consumidores não sabem mais diferenciar o mundo offline e online. Tudo está conectado. A dinâmica dos tempos modernos se impõe também à cadeia de suprimentos.

Para ser ágil na resposta aos clientes, no controle de riscos e em todo o processo, as empresas precisam de agilidade, visibilidade, confiabilidade e eficácia na gestão e na operação.

> Atuação preditiva 

Tomar decisões rápidas, assertivas e inteligentes é determinante na cadeia de suprimentos. Isso só é possível com visibilidade integral das operações e acesso a indicadores de desempenho precisos.

Para isso, conte com sistemas que forneçam dados e orientações preditivas. Um exemplo são as torres de controle, excelentes ferramentas que oferecem soluções tecnológicas e profissionais dedicados à operação.

> Valorização da informação

A informação de qualidade nunca foi tão importante. Ativo valioso para as empresas, ela norteia decisões estratégicas. Compartilhar dados com stakeholders agiliza e traz confiabilidade às operações.

A integração de informações entre compradores, fornecedores, distribuidores, varejistas, transportadores e clientes é ponto fundamental no processo. Boa parte da nova revolução da cadeia de suprimentos pode ser atribuída às etapas de comunicação, informação e visibilidade. 

Invista em gestão integrada

Qual é o melhor caminho para fazer parte do futuro bem-sucedido desta nova fase da cadeia de suprimentos? Investir na integração entre a gestão e a tecnologia da informação. 

Com as transformações digitais, o mundo “ficou pequeno” graças à conectividade. Seu cliente ou seu fornecedor podem estar do outro lado do mundo e, ao mesmo, a um clique de distância. 

Para estar preparado para as mudanças e sempre atualizado, em dia com as dinâmicas da cadeia de suprimentos, não há segredo: atualização constante é a palavra de ordem.

A inovação logística é constante e você precisa fazer parte desse futuro!

 

Desapegue dos antigos padrões e inove

Quem é você nesta nova cadeia de suprimentos? 

Abandone o “velho” jeito de fazer as coisas. Desapegue. Nada mais será como antes. 

Os carros ainda não voam, mas caminhões já circulam por aí sem motoristas. E ainda que não sejam vistos em nossas estradas por enquanto, há um sem-fim de soluções inovadoras que podem ser adotadas por sua empresa para melhorar o desempenho, a qualidade dos serviços e, é claro, a satisfação dos clientes e os resultados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open News!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das principais novidades no mundo dos transportes.

Posts relacionados

© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.
© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.

gestão logística

Solicite um orçamento

Preencha o formulário abaixo e solicite um orçamento.

    © 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.