Saiba como tornar suas operações mais eficazes investindo na cultura de Loss Prevention

Resumo

Se quiser, pule para a parte do seu interesse:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Infelizmente, a falta de segurança nas estradas brasileiras tem alçado o país à liderança de um ranking nada positivo. Ao lado de nações em conflito, o Brasil é um dos países mais vulneráveis quando o assunto é criminalidade nas rodovias e perdas no setor de transporte.

Em 2018, segundo levantamento da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, o Brasil registrou mais de 22 mil ocorrências de roubos de cargas. E o prejuízo com a perda de mercadorias e veículos? Cerca de R$ 2 bilhões em um só ano.

Preocupadas com a segurança de seus profissionais, com entregas cada vez mais eficientes e determinadas a amenizar os prejuízos provocados pela ação de criminosos para garantir a sustentabilidade dos negócios, empresas do setor de transporte e logística precisam de medidas consistentes, como políticas internas que envolvam todas as áreas e ações externas, junto a fornecedores e clientes, cada vez mais consistentes.

Afinal, não basta apenas monitorar os trajetos e as cargas se todos os stakeholders não trabalharem integrados.

Sejam clientes ou fornecedores, sejam departamentos internos de Logística e Gerenciamento de Risco, todos, sem exceção, da alta diretoria ao motorista do caminhão, precisam atuar em sinergia, com expectativas alinhadas e metas definidas.

Lembre-se! Se a cultura de loss prevention for assimilada de forma clara entre todos os envolvidos no processo, com certeza os resultados serão muito mais efetivos.

Responsabilidades compartilhadas

A prevenção ao roubo de cargas deve ser a premissa em todas as etapas das operações de transporte, desde o planejamento, ou seja, muito antes de a mercadoria ser carregada e iniciar sua viagem pelas estradas brasileiras. Para contribuir de forma efetiva neste processo, entenda quais são as ações e as responsabilidades de cada uma das partes envolvidas:

EMBARCADOR

  • Estabelecer perfil de contratação das transportadoras e parceiros;
  • Implantar processos de medição de qualidade dos parceiros (ranking);
  • Cobrança severa sobre as ações estabelecidas, de acordo com o Plano de Gerenciamento de Risco;
  • Sigilo e restrição de acesso às informações sobre utilização de equipamentos de redundância nas operações;
  • Estabelecer programação de rotas e pontos de parada (revisar periodicamente).

TRANSPORTADOR

  • Estabelecer perfil de contratação dos motoristas;
  • Contar com parcerias estratégicas com postos de abastecimento;
  • Restringir o tráfego noturno;
  • Adotar medidas de prevenção de acidentes;
  • Contar com uma área ou especialista dedicado ao risco;
  • Cumprir a programação de rotas e pontos de parada (revisar periodicamente);
  • Manutenções periódicas do veículo e rastreadores.

MOTORISTA

  • Cumprir a programação estabelecida para a viagem;
  • Conhecimento do equipamento (rastreador) utilizado;
  • Evitar exposição desnecessária da carga (pernoites ou paradas prolongadas);
  • Realizar manutenção preventiva no veículo.

GERENCIADORA DE RISCO

  • Conhecimento abrangente das operações (principalmente novas operações);
  • Capacitação permanente dos seus colaboradores;
  • Garantir os requisitos definidos em apólice;
  • Indicação de medidas de segurança, de acordo com o perfil da operação (baixo, médio e alto);
  • Ampliação e manutenção de Equipes de Pronta Resposta;
  • Garantir a programação correta das viagens (eliminando falsos positivos).

E você, tem cumprido com a sua responsabilidade, conta com times capacitados e parceiros especializados em gerenciamento de risco?

Com todas essas dicas, fica mais fácil organizar e gerenciar suas entregas, prevenir as perdas, disseminar a cultura de loss prevention em sua empresa e tornar a chegada ao destino mais assertiva, não é mesmo?

Para saber como a Opentech pode contribuir em todas as etapas do processo, conheça melhor as nossas soluções.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open News!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das principais novidades no mundo dos transportes.

Posts relacionados

© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.
© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.