Riscos do transporte de carga: Gestão, Veículo e Motorista

Resumo

Se quiser, pule para a parte do seu interesse:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O blog Parada Obrigatória é especialista em trazer as melhores informações sobre os sistemas de gerenciamento de riscos, para a efetividade da gestão logística. Em cada post abordamos os riscos a qual o transporte de cargas está exposto e as soluções desenvolvidas pela OpenTech para sanar estas possíveis interferências no processo. No texto de hoje, listamos os principais fatores que podem interferir na efetividade do processo logístico, requerendo assim uma atenção diária especial das transportadoras. Gestão Do início ao fim do processo, a preocupação com a funcionalidade e inteligência da gestão logística é primordial. A falta de um sistema logístico integrado de gestão das informações do percurso dificulta, além da produtividade, a reversão de sinistros ocorridos nas viagens, que acabam comprometendo, desde a pontualidade das entregas, até sua efetividade. Por isso, os recursos que facilitam o acesso às informações básicas da jornada, como a localização e direção precisa do veículo, e o seu tempo de percurso e paradas, são tão importantes para o controle da operação.  Ainda em termos de gestão, é necessária a atenção também para a análise da apólice de seguro e gerência de escolta (quando utilizada). Veículo Seja próprio ou terceirizado, o veículo que transporta a carga deve ser avaliado e regularmente vistoriado, garantindo a manutenção preventiva para a eficácia do serviço e, principalmente, a segurança do produto transportado e do motorista durante o trajeto, evitando acidentes por falhas mecânicas e as paradas em locais inseguros ou reparos em oficinas clandestinas. Sobretudo, é preciso atenção especial também para itens básicos pré-trajeto para o controle de abastecimento, substituição de pneus, troca de óleo e revisões periódicas. Motorista A confiança no condutor da operação é primordial para o dono ou responsável pela carga transportada. Neste sentido, a verificação da credibilidade e reputação do condutor, seu histórico profissional e idoneidade devem estar sob a vista dos gerentes da operação. Os treinamentos e capacitações regulares são indispensáveis para que o condutor seja astucioso ao lidar com imprevistos e situações delicadas do trajeto. O próximo post, que será publicado amanhã, trará outros dois fatores que exercem grande influência sobre a operação logística e algumas soluções do mercado para prevenção e combate a incidentes. Nos vemos por lá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open News!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das principais novidades no mundo dos transportes.

Posts relacionados

© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.
© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.