Planejamento logístico 2021: o que pensar neste primeiro mês para ter sucesso nas operações durante o ano todo?

Resumo

Se quiser, pule para a parte do seu interesse:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Definitivamente, 2020 não foi um ano comum. Nem para as relações sociais, nem para as rotinas de trabalho ou estudo e tampouco para os negócios. E é justamente por isso que seu planejamento logístico 2021 é tão importante.

Além dos velhos problemas conhecidos por quem atua no setor de transportes (como a falta de infraestrutura, altos índices de roubos de cargas, acidentes nas rodovias e custos elevados nas operações logísticas), a pandemia trouxe novos desafios às empresas do segmento.

E já que 2020 pode ser comparado a uma montanha-russa, 2021 não deve ser diferente. A vantagem é que, sabendo o que esperar dos próximos meses, será possível fazer um planejamento logístico mais assertivo, baseado na experiência.

A boa notícia é que a expectativa de retomada da economia já anima quem atua neste segmento: há projeções de aceleração dos negócios e novas oportunidades para quem entendeu como as crises são capazes de proporcionar grandes lições.

Se o novo coronavírus se impôs como uma ingrata surpresa em 2020, forçando muitas empresas do Brasil a rever procedimentos, redefinir estratégias ou até mesmo paralisar atividades, a Covid-19 não será mais um elemento desconhecido no planejamento logístico de transporte neste ano.

Perspectivas positivas para 2021

Antes mesmo de 2020 chegar ao fim, o setor de transporte e logística já tinha restabelecido dinâmicas de atuação e despertado para as oportunidades surgidas a partir do atendimento de novas demandas.

Um exemplo foi a mudança de comportamento do consumidor provocada pela própria pandemia.

Com o lockdown, a necessidade de isolamento social e as restrições impostas ao comércio de rua e shopping centers durante boa parte do ano passado, o Brasil viu o e-commerce aumentar sua base de usuários em 70%.

Dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) mostram que o crescimento visto em três meses era estimado para ocorrer em pelo menos dez anos se consideradas as condições normais de mercado e economia.

E ainda que o boom de compras pela internet – e consequentemente o aumento no fluxo de entregas – tenha ocorrido no primeiro semestre de 2020, a tendência das compras online se manteve até o fim do ano, com recordes na Black Friday.

Leia mais sobre os aprendizados da Black Friday para a gestão logística de transporte aqui! >

Mesmo que tenhamos a esperada vacina contra a Covid-19 e a pandemia seja controlada, o comportamento dos clientes deve se manter inalterado.

Considerando que, diante da pandemia do Coronavírus, o faturamento do e-commerce brasileiro cresceu, é fato que os gastos logísticos relacionados à produção, armazenamento e transporte também aumentaram a partir da maior adoção dessa modalidade de vendas.

Com isso, outra forte tendência para 2021 são operações mais enxutas, com mais tecnologia agregando aos processos e que tragam uma visibilidade 360 graus da cadeia logística, com uma tomada de decisão mais inteligente, voltada à alta performance.

Comportamento voltado para o online!

Esse movimento dos compradores para as plataformas online deve continuar em ascensão em 2021 e é fundamental que o setor de transportes e logística esteja preparado para atender com excelência a esta demanda crescente.

Estimativas da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo indicam que pelo menos 70% dos consumidores seguirão comprando online mesmo após a crise de saúde pública causada pelo coronavírus.

Uma baita oportunidade para o setor de transporte e logística, não é mesmo?!

Aumento no tráfego de caminhões

Outro indicativo de que este ano será aquecido para o setor de transporte e logística – exigindo, portanto, mais rigor no planejamento logístico, na gestão das frotas e na programação de cargas – está em um dado positivo de 2020.

Já em julho do ano passado a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) registrou aumento de 5,3% no tráfego de caminhões nas estradas brasileiras com pedágio. O Índice ABCR costuma refletir a atividade econômica de diferentes setores e a expectativa é de que se mantenha em alta neste ano.

Em outubro, o fluxo de veículos pesados cresceu 0,2% em comparação a setembro, voltando ao nível pré-crise da Covid-19 de acordo com o Radar Econômico CNT – Fluxo de Veículos nas Rodovias Pedagiadas.

Para 2021, a expectativa é que a venda de caminhões novos chegue a 100 mil unidades, segundo reportagem publicada pelo Estadão. Na avaliação do vice-presidente da Anfavea, associação das montadoras para o segmento de pesados, Marco Antonio Saltini, “o ano ainda é incerto, mas não deve ser pior do que foi em 2020.”

Em 2019, a média mensal de vendas de caminhões era de 8 mil unidades. Em dezembro de 2020, foram emplacadas 9,6 mil unidades. 

Somando as vendas dos segmentos de pesados e semipesados, o percentual chega a 75,6% de participação do mercado, um número muito próximo dos 76,3% registrados em 2019. 

Novas demandas para o setor logístico

Mais um fator a ser considerado pelo setor logístico envolve o planejamento de uma carga aguardada ansiosamente por milhares e milhares de brasileiros e que exigirá transporte especializado: as vacinas contra a Covid-19. 

A distribuição das vacinas no país representa uma oportunidade para quem atua no segmento de cargas especiais, já que este tipo de mercadoria precisa de:

  • monitoramento constante,
  • rastreabilidade,
  • controle de temperatura e de umidade para garantir a conservação,
  • e plano de gerenciamento de riscos minucioso para mitigar eventuais avarias, sinistros e atrasos na entrega.

O país inteiro estará de olho nestas cargas tão esperadas.

E o que isso tem a ver com você, que atua no setor de transporte e logística? Tudo!!

Para que todas essas operações sejam realizadas de forma eficiente, a grande questão é:

  • Como você se preparou para este ano, baseado na experiência de 2020?
  • Seu planejamento estratégico está alinhado às demandas e perspectivas que se desenham para a economia brasileira?
  • Você estuda o mercado, as tendências e cenários na hora de fazer o planejamento logístico?
  • Sua empresa pensa “fora da caixa” para driblar a crise?
  • Você costuma revisitar o histórico de anos anteriores para planejar o futuro?
  • Seus investimentos contemplam a melhoria da operação, conquista de novos clientes e foco nos resultados?
  • Na hora de fazer o planejamento logístico, você considera as possibilidades para o ano todo ou trabalha com perspectivas a curto prazo, acompanhando os rumos da crise?

Pense “fora da caixa”

Para que sua companhia esteja preparada para encarar um novo ano não basta apenas olhar para “dentro de casa”.

Além dos resultados de sua empresa em 2020 e do planejamento estratégico para os próximos meses, é preciso estar atento à economia nacional e às oportunidades de novos negócios que, como vimos, estão aí.

Posicionar-se de maneira diferente em relação à concorrência, sair da zona de conforto, inovar, “sair do quadrado”, investir em tecnologia e contar com parceiros especializados são outros aspectos fundamentais para o sucesso de qualquer organização.

Lembre-se: não é possível fazer tudo igual e sonhar com resultados diferentes.

2021 se apresenta com 12 novos meses e uma infinidade de possibilidades para quem não se acomoda e sabe entender os sinais da economia.

Organização e planejamento logístico aliados ao desenvolvimento de estratégias que levem a ações assertivas são a chave para o sucesso. Se sua empresa quer estar preparada para encarar este ano, dê uma olhada nas dicas a seguir.

Não bata na trave

Para começar 2021 com o pé direito, listamos quatro pontos que merecem sua atenção na hora de pensar em logística:

  1. Planejamento de coletas e entregas com foco na digitalização das programações de cargas, otimizando tempo e agilizando o processo.
  2. Seleção de parceiros de transporte que estejam preparados para as novas demandas e exigências do mercado e alinhados à sua estratégia.
  3. Reforço na segurança e gerenciamento de ações para reduzir os riscos de sinistros, com acompanhamento online, automatizado e em tempo real.
  4. Uso de tecnologia e conexões em sinergia com a logística 4.0, visando à produtividade, redução de tempo, custo e mais visibilidade operacional.

Passo a passo para um planejamento logístico de sucesso em 2021

Com tudo isso bem claro, não há como errar na hora de fazer seu planejamento logístico:

Avalie o desempenho dos anos anteriores

Manter a série histórica como parâmetro para a tomada de decisões e para nortear o planejamento estratégico é importante. Avalie os resultados de anos passados e, em especial, de 2020, um ano atípico em função da pandemia.

Compare suas estratégias, o desempenho da empresa e a capacidade de adaptação em períodos de crise. Entender como a companhia driblou os problemas é um bom ponto de partida.

Reforce os acertos e admita os erros

Entenda quais foram os pontos fracos, os acertos, onde os investimentos foram alocados de forma assertiva e onde precisam ser ajustados. Com base em informações concretas fica mais fácil fazer o planejamento do ano e escalar o que deu certo.

Analise os cenários para 2021 e entenda o que pode dar certo para sua empresa

Mais do que conhecer bem o seu negócio e manter sua operação funcionando em sintonia, entender o cenário político e econômico e as tendências de mercado podem ajudar a mapear os rumos da empresa.

Isso ajuda a calcular os riscos e a compreender as realidades em que seu negócio está inserido. Também mostra as oportunidades e novas demandas, facilitando, por exemplo, que sua empresa se reposicione, se necessário.

Não fique restrito ao planejamento de curto prazo

Fazer o planejamento logístico exige um olhar para o futuro. Não fique restrito às metas e definições estratégicas para o mês ou trimestre. É importante ter uma visão de longo prazo e compartilhar com toda a equipe os planos definidos para o ano. 

Defina os objetivos para 2021

Você já deve ter ouvido aquela máxima de que: “para quem não sabe aonde vai, qualquer caminho serve”. Não deixe sua equipe trabalhar sem metas e objetivos claros.

O planejamento estratégico faz com que os resultados sejam mais facilmente alcançados, além de garantir a visibilidade da operação e o andamento do desempenho organizacional.

 Considere o uso de novas tecnologias

Planejar o futuro significa entender as tendências e contemplar investimentos em inovação. Considere a aquisição de ferramentas e novas tecnologias ao dia a dia das operações de transporte e logística na hora de fazer o planejamento.

Em 2021 não é mais possível fazer uma gestão eficiente sem contar com soluções tecnológicas. Dê adeus ao modelo analógico e invista em sistemas eficientes para a gestão logística, gestão de frota, programação de cargas, visibilidade operacional, rastreamento das cargas em tempo real, gerenciamento de riscos, incremento de produtividade etc.

Com o planejamento logístico de transportes bem feito… só resta dar boas-vindas à 2021 e fazer bons negócios 

Acompanhar as nuances do mercado, os rumos da economia e estar preparado para encarar 2021, com investimentos em tecnologia nos serviços de transporte, inovação logística, além de ter um planejamento consistente e atualizado são as melhores chances de transformar os desafios deste ano em novas oportunidades.

 De acordo com o Banco Central, a perspectiva é de que o PIB do Brasil tenha um crescimento superior a 4% em 2021.

 Enquanto o mundo tenta vencer a pandemia e fortalecer a economia, o setor de transporte e logística tem à disposição: 

  • parceiros especializados,
  • ferramentas modernas e softwares específicos,
  • estratégias operacionais para facilitar a rotina,
  • soluções para reduzir custos, otimizar operações, gerenciar os riscos e melhorar a satisfação dos clientes, com ganhos reais nos resultados.

Esses são diferenciais importantes para quem deseja estar à frente da concorrência em um mercado tão competitivo.

Se as boas práticas de gestão logística e um planejamento estratégico são essenciais em qualquer circunstância, imagine em um ano que, apesar do otimismo e dos sinais de recuperação, ainda terá seus desafios.

Assuma a direção dessa viagem e chegue antes ao destino! Se precisar de um copiloto experiente, conte conosco. Estamos prontos para contribuir com toda a expertise necessária e facilitar a jornada. O objetivo é que o ano seja de sucesso, não é mesmo?

Tem interesse em saber mais sobre a OpenTech? Clique aqui e conheça todos os nossos serviços que podem transformar 2021 em um verdadeiro ano de sucesso! >

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open News!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das principais novidades no mundo dos transportes.

Posts relacionados

© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.
© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.