Black Friday 2020: como fazer um gerenciamento logístico eficaz?

Resumo

Se quiser, pule para a parte do seu interesse:

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A falta de gestão logística e de gerenciamento nos transportes põe qualquer operação em risco. Portanto, se você está pensando em abocanhar uma fatia dos lucros que serão gerados na Black Friday 2020, não coloque tudo a perder!

Comprometer a experiência de compra do consumidor porque sua marca deixou a desejar na entrega é dar um tiro no pé. 

O contrário também é verdadeiro.

Fechar uma venda e, mais ainda, fazer uma entrega rápida e eficiente, com custos de frete reduzidos, em uma data comercial tão concorrida, certamente vai fortalecer a imagem da sua empresa, fidelizar o cliente e garantir bom faturamento para o futuro.

Para isso, é preciso estar preparado para lidar com o aumento no volume dos negócios e no fluxo das entregas previstos para a Black Friday 2020, que segundo analistas de mercado deve bater recordes de vendas, principalmente no e-commerce.

Em 2019, de acordo com dados da Ebit/Nielsen, somente o varejo online brasileiro faturou R$ 3,2 bilhões na Black Friday, um número 23,6% maior do que o registrado em 2018. O tíquete médio ficou em R$ 602.

Promoções e frete grátis foram grandes atrativos. 

Em 2019, 418 mil consumidores compraram pela primeira vez na internet, uma alta de 12% em relação ao ano anterior, muitos deles impulsionados pelas promoções online ou pelos fretes grátis.

A base total de compradores online no Brasil foi de 2,85 milhões no ano passado, um crescimento de 18,1%. Em 2019, 55% dos pedidos foram feitos a partir de celulares, uma alta de 103% em comparação a 2018.

Os números surpreendem e dão uma ideia do que vem por aí. 

E sua empresa, já fez o planejamento logístico para a Black Friday 2020? 

Está pronta para encarar esse desafio?

 

Não pense que é possível planejar toda a logística de vendas, de distribuição e a gestão e o gerenciamento de riscos nos transportes na última hora. 

A concorrência é acirrada e os consumidores terão uma infinidade de opções. 

Quem estiver mais organizado e preparado, com capacidade para fazer entregas ágeis e eficientes, terá vantagens!

Teste drive para a Black Friday 

Forçados pela pandemia e pelo isolamento social, os consumidores brasileiros mudaram seus hábitos de consumo e muitos experimentaram, pela primeira vez, as compras online. 

Se nos anos anteriores a Black Friday já via os números de vendas pela internet crescer, imagine agora.

Um levantamento da consultoria GfK revela que o faturamento das lojas online de bens duráveis subiu 55% somente entre os dias 6 e 12 de abril deste ano. 

A procura por notebooks aumentou 95% no início da quarentena.

Outros itens comprados foram televisores, câmeras e acessórias para facilitar o trabalho remoto e o entretenimento da família.

De acordo com os dados da 42ª edição do Webshoppers, estudo elaborado semestralmente pela Ebit|Nielsen em parceria com a Elo, o e-commerce brasileiro registrou um crescimento de 47% no primeiro semestre de 2020, a maior alta em 20 anos.

As vendas chegaram a R$ 38,8 bilhões no período. 

O faturamento cresceu impulsionado pelo aumento de 39% no número de pedidos em relação ao primeiro semestre de 2019.

O pico das compras online aconteceu entre os dias 5 de abril e 28 de junho, o que apresenta uma relação direta com o auge do isolamento social na maioria das cidades brasileiras.

O tíquete médio das compras online subiu 6%, chegando à média de R$ 427 no primeiro semestre do ano. Entre os novos adeptos do e-commerce no Brasil, uma alta de 40%.

Neste contexto, já se pode ter uma prévia do que será a Black Friday 2020, afinal, se tem uma coisa que mudou no país foi a forma como o consumidor faz suas compras. 

Hoje, o comércio online já não é apenas uma tendência, mas uma realidade.

Com base nesse “test drive” do primeiro semestre, imposto pela pandemia, os especialistas adiantam: a Black Friday, em novembro, deve ter uma edição histórica, a maior de todos os tempos. 

E você, está pronto? Sabe como fazer a gestão logística para esta data?

Dicas de Logística para a Black Friday 

A Black Friday faz parte do calendário de compras do brasileiro e cresce ano a ano.

Para garantir que o seu maior sonho – sucesso na Black Friday – não se transforme em pesadelo, o primeiro passo é pensar na gestão logística.

Estruturar a operação logística com antecedência é essencial para que tudo esteja “redondinho” quando o grande dia chegar.

E se o segredo é a preparação prévia, está na hora de preparar o seu negócio e garantir a máxima eficiência e produtividade na movimentação das mercadorias.

Confira dicas importantes para estar à frente da concorrência: 

1) Planejamento logístico

O setor logístico tem papel estratégico para a empresa. 

Ainda que seja função da área adotar boas práticas permanentes para gestão de estoque, armazenagem, seleção de fornecedores, avaliação de indicadores de desempenho e gerenciamento dos riscos no transporte, é imprescindível redobrar o planejamento para a Black Friday.

2) Análise do histórico de desempenho

Conhecer o perfil dos consumidores, as tendências e projeções do mercado, realizar pesquisas e analisar o histórico de desempenho da sua empresa nas edições anteriores da Black Friday são ações que ajudam muito na adoção de medidas corretivas que podem sanar e prevenir eventuais problemas logísticos.

3) Controle de estoque e armazenagem

A gestão logística permite informações precisas sobre o estoque e a armazenagem dos produtos. 

Esses dados são essenciais para momentos como a Black Friday, pois evitam “surpresas” desagradáveis como a perda de vendas por falta de produtos, por exemplo.

Nada é mais frustrante do que captar o cliente e deixar de realizar o negócio porque não tinha a mercadoria, certo?

4) Contratação do frete

A seleção de transportadores é fundamental sempre, mas o que dizer de datas como essa? 

Esteja atento na hora de escolher quem vai fazer a movimentação das mercadorias. 

Apesar da alta demanda, é preciso ter cuidado com requisitos como eficiência, segurança, agilidade, produtividade e confiança.

5) Monitoramento das cargas

Os clientes adoram saber onde está a mercadoria e quando ela será entregue. Para o vendedor, esta informação também é valiosa. 

Aliás, cargas são preciosas, não é mesmo?

Aposte em tecnologia para fazer o rastreamento das frotas, definir as rotas mais seguras e, com isso, reduzir as possibilidades de sinistros e aumentar a eficiência e a qualidade nas entregas.

6) On-time das entregas

Para garantir que as entregas sejam feitas no prazo estipulado, as mercadorias cheguem sem avarias e as chances de devoluções sejam reduzidas, nada como contar com um sistema que permita a visibilidade on-time das entregas.

7) Demanda acima da média

O que todo mundo quer na Black Friday é fechar vendas acima da média, mas é preciso estar preparado para isso. 

Certifique-se de que é capaz de atender a margem excedente de pedidos. 

Tenha uma carta na manga: um plano B e C, caso o volume de negócios supere excessivamente o previsto.

8) Logística reversa

Datas como a Black Friday geram um volume maior de devoluções. 

Esteja preparado para essa demanda. 

Assim como as entregas rápidas e eficientes, boas práticas de logística reversa são igualmente importantes para fidelizar clientes. Ainda que não seja o ideal nem a meta da empresa, mantenha essa estratégia no planejamento.

9) Visibilidade logística

Falando em visibilidade, é ela que garante uma gestão logística mais ampla e completa. Lembre-se: seus olhos são importantes do início ao fim do processo.

Portanto, invista em soluções de controle de estoque, armazenagem, seleção de fornecedores e transportadores, embarque e desembarque, programação das entregas, movimentação das cargas, gerenciamento de riscos, monitoramento das viagens, prevenção de acidentes e avaliação dos indicadores de desempenho.

Entenda aqui a importância da visibilidade logística no dia a dia de trabalho >

10) Integração dos sistemas logísticos

Você sabe que a qualidade dos serviços, pontualidade das entregas, assertividade na operação e movimentação das mercadorias agregam valor aos negócios, reforçam sua marca e aumentam o nível de satisfação dos clientes. 

Para isso, uma das estratégias é integrar os sistemas de gerenciamento de riscos e gestão logística.

11) Planejamento estratégico

Aposte em estratégia de negócios e planejamento para garantir que sua operação funcione 100% durante a Black Friday. 

Reúna e prepare seu time, forneça ferramentas de trabalho e treinamento a todos os envolvidos, trace metas e deixe claro os objetivos da empresa. 

Comunicação é essencial para o sucesso e os resultados da empresa.

12) Tecnologia, tecnologia, tecnologia

A inovação e os recursos tecnológicos estão à disposição do setor de transporte e logística. Faça bom uso de todas as soluções disponíveis para facilitar seu dia a dia. Muitos processos podem ser automatizados, deixando a você a missão de pensar e tomar decisões estratégicas.

13) Controle e aprimoramento

Tudo bem que as vendas tendem a se intensificar na Black Friday, mas já vimos que o volume de negócios online cresceu no primeiro semestre em função da pandemia.

Então, se você fez o “dever de casa”, já passou pela prova de fogo. Agora, é só seguir as dicas, aprimorar o que não deu certo no início da quarentena, ajustar a rota e confiar na sua experiência.

O desafio de cruzar o país em segurança e com agilidade 

Se percorrer as estradas brasileiras é um desafio gigante em dias “normais”, o que dizer durante a Black Friday?

Pensando nisso, vale a pena reforçar algumas dicas específicas para quem fará o transporte de milhões em mercadorias de Norte a Sul do país.

Antes da viagem

  •   Tome todas as providências necessárias para uma viagem responsável, confira a documentação do veículo, da mercadoria, esteja com os treinamentos em dia etc;
  •   Guarde os documentos do veículo com você e não no porta-luvas;
  •   Siga as orientações e as rotas definidas pela Gerenciadora de Riscos. Se não conhecer o trajeto, informe-se com antecedência;
  •   Não revele a estranhos a natureza de sua carga, seu trajeto ou seu destino;
  •   Sempre que possível obtenha licença legal para rádio transmissor da chamada “Faixa do Cidadão”, para comunicação com outros motoristas e com os postos da polícia rodoviária.

Durante a viagem

  •   Ao cruzar com outro veículo de carga e notar um comportamento anormal do motorista, avise a polícia rodoviária no posto mais próximo;
  •   Se perceber que algum veículo está seguindo seu caminhão, comunique a Central de Monitoramento e a polícia rodoviária imediatamente;
  •   Não dê carona nem pare no acostamento;
  •   Desconfie de veículos que permaneçam à frente ou atrás do caminhão por muito tempo em baixa velocidade;
  •   Sempre mantenha contato com a Central de Monitoramento ou alguém conhecido quando estiver em áreas consideradas de risco.

Nas paradas

  •   Pare somente em locais definidos pela Gerenciadora de Risco ou que você tenha certeza de que são seguros e conhecidos, em áreas movimentadas;
  •   Mantenha contato com familiares para informar sobre o andamento da sua viagem;
  •   Estacione somente em áreas iluminadas e nunca em lugares isolados;
  •   Não contrate “chapas”;
  •   Só pernoite em locais seguros, com boa iluminação e movimentação;
  •   Faça sempre a manutenção preventiva do caminhão (freios, embreagem, parte elétrica, etc);
  •   Desconfie de pessoas rodeando o veículo quando estiver parado.

Essas medidas vão tornar as viagens mais eficientes. 

Parte do sucesso da Black Friday é ter entregas ágeis, eficientes, sem acidentes, sem roubos e com cargas e motoristas em segurança.

O sucesso é recompensa 

A Black Friday é um dos momentos mais intensos para o comércio. É quando milhares de operações de movimentação de mercadorias são postas à prova.

E você, colocaria a mão no fogo por seus processos logísticos?

Se os analistas de mercado estiverem certos e a Black Friday 2020 for mesmo histórica, você fará parte deste momento. Se estiver antecipando os preparativos, com certeza terá muito o que comemorar. 

Caso contrário, só terá outra chance em 2021 e, provavelmente, vai lamentar por isso.

Então, aproveite o tempo que ainda resta até novembro e prepare-se para se destacar no mercado. 

Esta pode ser uma excelente oportunidade para mostrar a eficiência dos seus processos de logística. 

Faça a sua história 

No livro “Agindo sob pressão: A ciência de fazer o seu melhor quando mais importa”, os autores Hendrie Weisinger e Pawlinw-Fry dizem que a dica mais fácil de ser aplicada é não pensar diretamente no resultado.

Eles explicam que o segredo é desenvolver uma visão de “túnel”: focar no processo, evitando pensar no que pode não dar certo e mantendo a concentração em como conseguir dar cada passo.

O otimismo (amparado em estratégias, é óbvio) é outro passo fundamental nesta caminhada. 

Um jeito de aumentar o nível de confiança, ensinam os escritores, é mapear o que sua empresa já fez e que deu certo. 

“Lembrar do seu sucesso no passado inflama a confiança. Você já fez antes e pode fazer de novo.”

E, então, quem será a sua empresa na história da Black Friday 2020. E você, qual o papel que exercerá nas estratégias e na gestão logística para garantir que este seja um marco nos negócios da companhia?

Com planejamento logístico pensado estrategicamente para a Black Friday 2020, tudo ficará mais fácil. Planeje, faça boas vendas e arrase nas entregas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open News!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das principais novidades no mundo dos transportes.

Posts relacionados

© 2021 Opentech Soluções em Gerenciamento de Risco e Logística. Todos os direitos reservados.
Scroll Up