A importância de uma Software House

open

Quando utilizamos e nos beneficiamos dos softwares nas mais diversas atividades diárias, não conseguimos mensurar como toda essa tecnologia facilita nossa vida, nem mesmo, como é o trabalho que existe nos bastidores para que elas se tornem tão funcionais.

O trabalho dentro de uma Software House é desafiador e necessita constantemente de evolução para acompanhar o mercado. A fábrica de software da OpenTech  atende hoje uma base de 1.2 mil clientes, com uma equipe de aproximadamente 80 profissionais, composta por analistas, programadores, documentadores e testers.

Como surgem os produtos OpenTech

A fábrica está dividida em duas grandes áreas: uma onde são desenvolvidas as ofertas (os produtos OpenTech) e outra de customizações (novos produtos), quando não ocorre a aderência do produto pelo cliente, sendo necessários ajustes para atender necessidades específicas.

A produção é feita como em uma indústria, destaca o CEO da OpenTech, Edimilson Corrêa: “Nossa equipe de produto tem a inteligência de estar atenta às novidades, buscando sempre o que há de mais tecnológico. Um produto evolui em três camadas: na parte funcional, tecnológica e no atendimento à legislação. Após especificar o que será feito, a indicação entra para a linha de produção, onde é realizada a codificação, testes e a documentação do produto – em seguida ele vai para a área comercial”.

Estratégia e canais de demanda

Voltada a atender toda a cadeira logística, a Software House da OpenTech utiliza três canais para captar as demandas do mercado. Corrêa explica que a primeira delas é por meio do acompanhamento das normativas do governo, que faz com que constantemente a empresa atualize seus softwares para atender a legislação. Alguns exemplos são emissão do conhecimento do transporte rodoviário, emissão da carta frente, atendimento da legislação da jornada do motorista e outros.

Outra forma de canalização são as solicitações dos clientes para o desenvolvimento de novas funcionalidades. “Recebemos as solicitações de evolução funcional diretamente da nossa equipe de campo e atendimento help desk”, detalha o CEO da OpenTech. Feito esse processo, surgem os chamados, posteriormente analisados pela equipe de produto, e são encaminhados para a fábrica realizar a codificação e liberação.

O terceiro canal é a equipe de Marketing, que analisa o mercado e apresenta sugestões para que os produtos e ofertas da OpenTech  se tornem cada vez mais competitivos.

Desafios

Para Corrêa, um dos principais desafios da OpenTech diante de sua Software House, neste ano em que a economia como um todo passa por uma instabilidade, é elevar as ofertas para todas redes de canais e, com isso, “colocar ofertas com capilaridade em todo o Brasil, fazendo com que nossos 1.200 clientes passem a utilizar a nossa base completa de serviços. O planejamento é chegar até o final de 2016 com faturamento de R$ 100 milhões, para isso se estima o crescimento orgânico de 20%, e o crescimento inorgânico através de uma aquisição. Já estamos analisando empresas que possam aumentar nossa base de clientes e assim, melhorar e complementar nosso portfolio de produtos”, conclui.

A importância de uma Software House
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)