Motorista valorizado, país conscientizado.

lei do motorista

 

Desde 2012, profissionais essenciais ao progresso do país, os motoristas, também têm uma lei que regulamenta e valoriza a profissão. A Lei 12.619/2012, mais conhecida como Lei do Motorista, é resultado de anos de discussão entre trabalhadores e empresários do setor de transporte, e teve impactos positivos no setor.

Antes os motoristas tinham jornadas de trabalho abusivas, as quais tinham que trabalhar por horas sem descanso, o que gerava risco físico para o trabalhador e o financeiro para o contratante, mas agora, com essa lei, lhes é garantido um intervalo de uma hora para refeições, já garantido previamente na gestão de frota. E durante um dia de trabalho é exigido um tempo de descanso de, no mínimo, onze horas.

O trabalhador tem um intervalo mínimo de 30 (trinta) minutos a cada 4 (quatro) horas de direção. O tempo pode ser fracionados, desde que não completadas as 4 (quatro) horas. Por exemplo, o motorista pode parar 15 (quinze) minutos a cada 2 (duas) horas, ou como ele bem necessitar.

São 70% das riquezas do país transportadas por caminhões, isso é a prova clara que o motorista e seu bem estar são de grande importância, não só para a empresa, mas também para a economia do país. A lei também garante acesso programas de formação, de aperfeiçoamento e acesso à proteção do Estado se ocorrer ações criminosas durante o exercício da função.

Motorista valorizado, país conscientizado.
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)