Estradas deficientes geram dificuldade para a logística

opentech-shutterstock_153144386-estradasdeficientes

Um dos principais fatores de risco para o processo logístico não pode ser controlado nem por empresa nem pelo motorista. São as nossas estradas em más condições, que geram risco para o transporte.

Segundo dados da Confederação Nacional do Transporte (CNT) 57% da malha rodoviária brasileira possui problemas, sendo 18% consideradas ruins e 8,8% péssimas. O estudo também mostra que as estradas nacionais apresentam quase 45 mil quilômetros de asfalto danificado.

Essas más condições das rodovias geram o aumento do risco do transporte, podendo causar danos ao veículo, principalmente aos pneus e suspensão, e também aumentam o custo do processo logístico. Isso é afirmado pelos próprios líderes de empresas, os quais 54,5% consideram as más condições das estradas um fator muito importante para a “formação do custo logístico”.

Todos esses números se concretizam como um fator muito agravante, uma vez que a melhoria das condições das rodovias poderia gerar uma grande economia de custos, beneficiando a gestão logística e própria economia do país.

Por isso, é sempre importante fazer o trabalho de gestão de risco para diminuir os prejuízos causados pelas estradas deficientes.

 

Fontes: http://blogdocaminhoneiro.com/2013/11/para-54-das-empresas-rodovia-e-pior-fator-do-custo-brasil/

http://transporteelogistica.terra.com.br/logistica/integra/22/estradas-mal-conservadas-elevam-custos-de-logistica

Estradas deficientes geram dificuldade para a logística
0 votes, 0.00 avg. rating (0% score)